Estamos passando por momentos difíceis no Brasil. Há uma conjunção de crises: política, econômica e moral. Nunca antes na história deste País houve tantos casos de corrupção. Parece que a podridão circundou o Poder.

Decisões governamentais equivocadas afundaram a Nação numa grave recessão econômica que provocou o desemprego de treze milhões de brasileiros. Concomitantemente, os serviços públicos prestados pelo Estado são precários, burocráticos e caros. Pagamos uma alta carga tributária e temos um retorno insuficiente.

Há um sentimento de indignação geral direcionado à classe política, a quem se atribui a responsabilidade pela deterioração da economia e da confiança.

Felizmente, ainda vivemos em uma Democracia. É um de seus pressupostos a participação política do cidadão e seu instrumento mais eficiente é o voto. Por isso, a forma mais adequada de manifestar sua indignação, irresignação ou mesmo seu protesto é exercer o direito da cidadania por meio de voto útil, escolhendo seu candidato. Votar nulo ou em branco apenas chancela a escolha de outros e você terá de se sujeitar a ela por mais um mandato.

Desconfie de quem se opõe ao voto útil. Suas intenções não são transparentes. Estimular o voto nulo ou em branco demonstra um comprometimento que certamente não é com o País.

Escolha seu candidato! Vote!

 

André Guindani

Vice-presidente Administrativo Financeiros CICS CANOAS