A CICS CANOAS teve casa cheia na noite dessa quarta-feira, 13 de março, para receber as convidadas: Dra. Nadine Anflor, Chefe de Polícia do RS e Simone Leite, Presidente da Federasul, para um momento de bate-papo sobre suas trajetórias (inovadoras como mulheres representando instituições, antes lideradas por homens) e projetos junto às organizações que atuam.

O evento “Mulheres do novo século: trajetórias inovadoras” promoveu um painel interativo entre as convidadas, Nadine Anflor e Simone Leite, e o público de homens e mulheres que prestigiaram o evento. As convidadas puderam relatar suas trajetórias à frente de instituições antes lideradas por homens e como uma visão inovadora pode impactar positivamente nas organizações que atuam bem como corroboraram para se destacarem num meio masculino, ao longo de suas carreiras.

As convidadas também responderam a perguntas da platéia, não somente sobre as histórias contadas, mas também sobre as visões de cada uma sobre os cenários empresarias e de segurança no Estado, além dos rumos da Federação das Associações Empresariais do RS e da Polícia do RS, para os próximos anos, os projetos e planos de atuação nas organizações.

Pioneirismo

A Delegada Nadine Anflor, contou sobre sua trajetória desde o início quando a “menina Nadine”, como se referiu, decidiu estudar direito, faculdade que antigamente também era dominada pelo público masculino. Quando prestou concurso, no início da carreira, a Delegada era uma das poucas a assumir o cargo, primeiramente como plantonista, e, tempo depois, estando à frente de uma delegacia de polícia (DP), quando criadas as Delegacias da Mulher.

Em função do belo trabalho que vinha fazendo, foi convidada pelo Governador do Estado a assumir a Chefia da Polícia do RS, com muita surpresa, a Delegada contou que, sem titubear aceitou o convite “Missão dada é missão cumprida!”, como relatou. Hoje, ocupando o cargo de Chefe como a primeira mulher, em 177 anos da Polícia.

Nadine construiu sua carreira com uma postura diferenciada dentro deste meio que é predominantemente masculino, valorizando a aparência feminina, reforçando que a postura da mulher dentro deste meio não tem a ver com a forma como se veste, como se arruma. Relatou também a importância de fazer acontecer, conhecer sobre o trabalho que quer desenvolver e o espaço que se quer ocupar, além de ter atitude e não ter medo de assumir responsabilidades e aproveitar as oportunidades que surgem para poder se destacar no trabalho, relembrou quando não haviam mulheres como Delegadas, no passado, em função de não existir um DP voltada a segurança da mulher.

Ainda relatou sobre assuntos bastante discutidos hoje em dia, como feminicídio, Lei Maria da Penha, porte e posse de armas, entre outros, como a Polícia está lidando com esses temas e até mesmo esclarecendo alguns procedimentos e dúvidas da platéia.

 

Protagonismo

Simone Leite, relembrou o início do seu envolvimento com entidades de classe, quando na época em que seu ex-marido fora membro da Diretoria da CICS CANOAS. Simone se envolveu e se integrou às ações e atividades da associação estudando muito sobre os assuntos que eram tratados e se posicionando, assim foi reconhecida e inserida primeiramente no cargo de direção até assumir a presidência da CICS.

Pontuou sobre a importância de ter coragem para se posicionar com opiniões e preparo prévio, dentro dos grupos que participava. Além disso, reforçou que é fundamental para as mulheres reconhecerem sua capacidade de assumir cargos e protagonizarem suas histórias tendo atitude. Relembrou quando ingressou na Federasul como membro da diretoria, quando em uma reunião da CICS CANOAS os dirigentes buscavam um representante da entidade para compor o grupo dirigente da Federação, “eu disse: se ninguém quer assumir, eu me candidato!”, relembrou.

Simone também refletiu sobre o papel da mulher junto a família, pois deve se ter apoio dos familiares nas decisões profissionais e também união e atenção à ela, mesmo dentro de uma rotina atribulada.

 

Foi um honra para a CICS CANOAS receber duas mulheres que inspiram e ensinam por onde passam.

Fotos: João Castro (veja a cobertura fotográfica completa AQUI)